Informação sobre dengue, causas, sintomas, diagnóstico e tratamento da dengue, de modo a que cada pessoa possa ter conhecimento deste problema de saúde, identificando práticas que possam contribuir para prevenir e diminuir a sua ocorrência.


segunda-feira, 19 de março de 2012

Dengue clássica

Clinicamente, a dengue é uma doença aguda, com febre alta, calafrios, cefaléia e astenia importantes (daí o nome dengue), com eritema fugaz. A manifestação clínica é dependente da idade, sendo menos pronunciada na infância, quando até 80% dos casos podem ser assintomáticos. Podem ocorrer também sintomas de comprometimento das vias aéreas superiores, como dor de garganta, rinorréia aquosa e tosse seca. Nos adultos, o início é abrupto, com calafrios, cefaléia intensa e dor retro-orbitária, progredindo rapidamente para prostração com dor músculo-esquelética e abdominal intensa (conhecida como “febre quebra-ossos”). Anorexia, náuseas e vômitos com alteração de paladar (queixa característica de gosto metálico na boca) são sintomas freqüentes. Entre três e cinco dias, no momento da defervescência, aparece exanterma máculo-papular .
Fenômenos hemorrágicos localizados, como petéquias, hematomas e, eventualmente, sangramentos nasal ou da mucosa oral discretos podem ocorrer.
Hepatite viral aguda, com elevação das aminotransferases em até dez vezes o valor normal, pode ser observada em aproximadamente 10% dos casos. Meningite asséptica também pode ocorrer. A convalescença é prolongada, com persistência das queixas de fadiga, prostração e, ocasionalmente, depressão.
Índice dos artigos relativos a Dengue

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL